As 4 fases do Ciclo de Vida do Produto

ciclo de vida do produto

As 4 fases do Ciclo de Vida do Produto

Partilhar artigo

A verdade é que, seja qual for o seu nicho de mercado, cada produto passa por estágios bastante claros antes e depois de ser lançado. Neste artigo, vou falar sobre o que é o ciclo de vida do produto e ajudar-lhe a perceber o impacto na estratégia do seu negócio.

O ciclo de vida do produto é um modelo de tomada de decisão que permite às empresas identificar as acções de divulgação para cada etapa e o respectivo tempo no mercado. Desta forma, ao chegar ao último estágio do processo, deve começar a pensar numa nova solução para o mercado.

Descubra agora, as 4 fases do ciclo de vida do produto para conseguir atrair mais clientes e adequar as acções de marketing digital ao longo do tempo. Segundo Theodore Levitt, o modelo é utilizado para acompanhar um produto ou marca desde o seu lançamento até a saída do mercado, passando pelo lançamento e crescimento junto ao público.

Introdução:

A introdução vai desde o início das vendas até o ponto em que se atinge um crescimento constante. De início, tudo é menor: produção, clientela, distribuição, etc.

Se for um mercado novo, pouco explorado, essa fase envolve ainda a validação, ou seja, se certificar se vale a pena investir na ideia e qual a melhor forma de se sair bem naquele nicho.

Nesse caso, a concorrência também é menor, e o desafio fica por conta de estabelecer processos eficientes e se firmar diante dos clientes.

Crescimento:

Na fase de crescimento o produto atinge um padrão de crescimento em que já é possível escalar a produção e a distribuição para atender a demanda, e as vendas aumentam bastante.

Com isso, aumenta também a concorrência, que passa a fazer ofertas similares em preço e características, o que força ainda mais a criação de uma estratégia sólida de marketing.

Chegar à maturidade antes que os competidores é um dos principais objetivos, por isso ter o domínio do mercado e investir na força da marca são vistos como prioridades.

Maturidade:

Essa costuma ser a etapa mais longa do ciclo. Nela o mercado se estabiliza e fica saturado, ou seja, o número de concorrentes para de aumentar.

Nesse ponto, começa uma verdadeira guerra pela preferência do consumidor, que vai desde os abaixar preços até fazer esforços de marketing e branding.

Por conta disso, a tendência é que o lucro passe a cair aos poucos.

O importante é não deixar os lucros caírem, e para isso é essencial se diferenciar, já que o mercado oferece diversas opções parecidas.

Declínio:

A fase de declínio é quando as vendas começam a cair, normalmente devido às mudanças que ocorrem no mercado.

Essas mudanças incluem o lançamento de novas soluções, a evolução do gosto dos clientes e as mudanças tecnológicas que tornam o produto atual ultrapassado.

Nesse estágio, com as margens de lucro ficando cada vez menores, é natural que as empresas comecem a investir em novas soluções.

Outra prática comum é queimar o estoque e, em alguns casos, retirar o produto de linha.

Neste momento, acredito que está mais esclarecido. Aproveite para colocar tudo em prática. Afinal, já percebeu o que é o ciclo de vida do produto.

Conheça o guia prático de inbound marketing. Por fim, desejo-lhe o maior sucesso na gestão do seu negócio e boa sorte para a sua vida.

Espero que tenha gostado e que este conteúdo possa ajudar-lhe. Deixe o seu comentário em baixo e partilhe este artigo com a sua rede de contactos. Além disso, não se esqueça, acompanhe todas as novidades aqui no meu blog. Até breve!


Partilhar artigo

Deixe o seu comentário

responder
precisa de ajuda?
Whatsapp
Olá, posso ajudar?