7 Elementos da Estrutura de Negócio

estrutura de negócio

7 Elementos da Estrutura de Negócio

Partilhar artigo

No início de uma jornada empreendedora é bastante importante definir os princípios orientadores do seu projecto ao longo do tempo. Neste artigo, vou falar sobre como desenvolver a sua estrutura de negócio e ajudar-lhe a perceber a base para aumentar a performance empresarial.

Uma estrutura de negócio, ao ter os seus fundamentos bem estabelecidos é capaz de potenciar um melhor funcionamento dos processos produtivos. Desta forma, é possível encontrar um fio condutor comum a todas as pessoas da sua empresa que permita criar um sentimento de pertença.

Descubra agora, 7 elementos da estrutura de negócio que vão possibilitar atrair mais clientes e obter melhores resultados na internet. Sendo assim, comece a implementar estes conceitos na sua empresa para ter maior clareza no caminho que está a percorrer e atingir os objectivos.

Missão: é a razão de existir de um negócio, ou seja, o motivo pelo qual foi criado e dá verdadeiro sentido ao trabalho da sua equipa. Assim, é possível conduzir os esforços das pessoas numa determinada direcção e motivar as suas acções para alcançar as metas estabelecidas pela empresa.

Visão: indica onde o seu negócio pretende chegar e traça os seus objectivos de longo prazo para orientar as suas aspirações relativamente ao futuro. Representa um pilar bastante importante para a sua estrutura de negócio porque permite inspirar colaboradores e líderes a superarem limites.

Valores: são as crenças e comportamentos que uma organização defende, potenciando a sua motivação para ser o que é e fazer o que faz, ao conseguir gerar identificação. Devem retratar o que descrevem, servindo como guias e parâmetros para os relacionamentos entre todas as partes envolvidas.

Propósito: é o que inspira e dá sentido prático a um motivo tangível para que as decisões sejam tomadas e as tarefas executadas durante a jornada. Deste modo, a sua estrutura de negócio fica mais reforçada porque há um motivo de orgulho que norteia, devendo ser claro e compartilhado por todos.

Cultura: consiste na atmosfera ou o ambiente empresarial que as pessoas sentem e vivem no seu local de trabalho e deve estar alinhada com os valores. É tudo o que envolve a rotina de uma empresa e funciona como procedimento para guiar o comportamento e a mentalidade dos seus membros.

Movimento: refere-se a uma atitude capaz de influenciar e mobilizar um conjunto de pessoas que se identifica um uma determinada causa. Ao introduzi-lo na sua estrutura de negócio, vai conseguir difundir os valores da empresa e respectiva cultura organizacional para o mercado, ganhando carisma.

Comunidade: é criada a partir da cultura e movimento associado, onde um conjunto de pessoas partilham algo em comum, acompanhando as acções da marca. Constitui um grande activo da sua empresa porque os fãs são embaixadores que divulgam os seus produtos ou serviços para potenciais clientes.

Neste momento, acredito que está mais esclarecido. Aproveite para colocar tudo em prática. Afinal, já percebeu como desenvolver uma estrutura de negócio.

Conheça o guia prático de inbound marketing. Por fim, desejo-lhe o maior sucesso na gestão do seu negócio e boa sorte para a sua vida.

Espero que tenha gostado e que este conteúdo possa ajudar-lhe. Deixe o seu comentário em baixo e partilhe este artigo com a sua rede de contactos. Além disso, não se esqueça, acompanhe todas as novidades aqui no meu blog. Até breve!


Partilhar artigo

Deixe o seu comentário

responder
precisa de ajuda?
Whatsapp
Olá, posso ajudar?