O que é Link Building?

link building

O que é Link Building?

Partilhar artigo

O link building é um processo para aumentar a visibilidade no Google.

Uma estratégia de SEO comtempla uma abordagem on page e off page. Neste artigo, vou falar sobre o que é link building. Assim, vai gerar autoridade e provar que merece estar na primeira página. Afinal, os motores de busca indexam os conteúdos por relevância. Continue a ler e confira tudo abaixo.

O link building consiste em conquistar inbound links com forte reputação. Desta forma, a sua estratégia de marketing digital fica reforçada no mercado. Afinal, o objetivo é rankear no topo do Google. Por isso, é preciso construir uma rede de links em torno do website para mostrar que é uma referência.

Descubra agora, 10 fatores poderosos em link building. Comece a atrair mais clientes ao divulgar a sua marca através de conteúdos relevantes. Por exemplo, pense em materiais que agreguem valor. Assim, quanto mais backlinks uma página receber de sites confiáveis e populares, maior relevância obtém.

Contudo, ter um plano de execução é fundamental. Sobretudo, se decidir ter a disciplina necessária para agir diariamente. Então, aprenda o que é link building.

Texto-âncora: é o texto clicável do link. Geralmente, há uma palavra-chave ou pequena descrição do conteúdo. Por isso, o Google leva em consideração este fator para indexar as páginas. Além disso, a análise do texto-âncora ajuda a identificar quem está tentando ludibriar o buscador. Utilizar a correspondência exata da palavra-chave no texto-âncora dos backlinks é uma forma de reforçar a autoridade para aquele termo. Só que, quando usado insistentemente em todos os backlinks, o Google pode entender como black hat, já que isso não é natural. Quando os backlinks são conquistados naturalmente, os textos-âncora tendem a ser diversificados.

Confiabilidade: sites confiáveis são aqueles que ajudam a construir uma web mais segura e relevante para o usuário. Para avaliar a sua confiabilidade, ele considera fatores como a idade do domínio, o uso de certificados de segurança, a qualidade de conteúdo, entre outros. Então, quanto mais próximo você estiver de sites confiáveis, mais confiável você será também para o Google e mais link juice receberá.

Inbound Links: são links de outras páginas para o seu site. No link building, você pode trabalhar com links internos e externos. Mas é importante saber qual deles tem mais peso no rankeamento. O que os outros sites dizem têm mais valor, por isso os backlinks de outras páginas costumam ter mais peso na avaliação do buscador.

Links Internos: são links do seu site para as suas próprias páginas. Os links que você insere para dentro do seu próprio site não têm tanto peso quanto os backlinks, mas eles ajudam a mostrar a hierarquia das suas páginas para o Google. Por exemplo, imagine que tem um artigo super completo no seu blog relativamente a um assunto importante para o seu negócio. Então, outros posts menores podem direcionar links para ele, de maneira que o Google entenda que aquele post principal está no topo da hierarquia do blog.

Outbound Links: são links do seu site para outras páginas. Além disso, os links dentro das suas páginas que direcionam para sites externos também têm um peso no rankeamento. O Google também avalia se você dá links para sites populares, confiáveis e de autoridade.

Contexto do link: O Google também consegue compreender o contexto em torno do link para perceber se ele é realmente relevante. Primeiramente, o Google entende que links de sites relacionados à sua área de atuação têm mais valor, pois fazem mais sentido para o público daquele site. O Google também avalia as palavras que aparecem perto do link, também chamadas de co-ocorrências. Elas ajudam o buscador a entender o tema da página e se o link faz sentido naquele contexto. Além das palavras, o Google também avalia os outros links que estão próximos. Se eles também são links para sites de qualidade, a página ganha mais relevância e transmite mais link juice. Mas se já tiver um número muito grande de links, a sua página tende a receber menos link juice, pois o site já está transmitindo sua autoridade para muitas outras páginas. Além disso, a posição do link também conta. Se ele está no conteúdo principal, provavelmente foi inserido com uma intenção editorial e, por isso, tem mais valor, principalmente quando está no início do texto. Mas, se está no cabeçalho ou rodapé, provavelmente ele está lá apenas para gerar um backlink e, por isso, tem menos valor.

Quantidade de links: Esse foi o primeiro critério adotado pelo Google. Era a base do PageRank: quanto mais links o site recebia, mais relevante ele era. A quantidade de links para uma página demonstrava a sua popularidade na web. Hoje esse critério continua sendo um dos fatores mais importantes na avaliação de links do Google. Só que ele não pode vir sozinho: não adianta receber vários links de sites que não são relevantes e confiáveis. É preciso combinar quantidade com os fatores que vamos ver a seguir.

Diversidade de links: O que você acha que vale mais: uma pessoa falando várias vezes que você é legal, ou várias pessoas falando uma vez que você é legal? Quanto mais pessoas falarem bem de você, mais reconhecimento você tem no seu grupo. É assim também que o Google pensa. Para o buscador, o site demonstra ter mais autoridade quando recebe links de diversos domínios diferentes. Por isso, a diversidade do perfil de links também entra na avaliação.

Nofollow x Dofollow: Outro fator que o Google avalia ao analisar os links de uma página é o atributo nofollow. Quando esse atributo é inserido no código do link, o robô sabe que não deve considerá-lo para o rankeamento da página linkada. Ou seja, os links nofollow não transmitem link juice. Por padrão, todos os links são dofollow, ou seja, transmitem link juice. Então, quando você não quer transmitir autoridade por meio de um link, deve inserir a tag nofollow. Se você precisa citar um site duvidoso, por exemplo, pode usar a tag nofollow para não transmitir sua autoridade a ele. Essa tag também costuma ser usada em links de redes sociais ou em caixas de comentários de blog.

Velocidade de Ganho: nos primórdios do SEO, os backlinks foram uma das principais ferramentas de black hat, que são as práticas para ludibriar o buscador. Por isso, o Google reforçou seu algoritmo para identificar e penalizar esse tipo de prática. Um dos seus recursos para fazer isso é verificar a velocidade de ganho dos links. Assim, ganhar muitos links em pouco tempo geralmente configura algum esquema de black hat, já que um perfil de links naturais tem um crescimento gradual.

Neste momento, acredito que está mais esclarecido. Aproveite para colocar tudo em prática. Afinal, já percebeu o que é link building.

Conheça o guia prático de inbound marketing. Por fim, desejo-lhe o maior sucesso na gestão do seu negócio e boa sorte para a sua vida.

Espero que tenha gostado e que este conteúdo possa ajudar-lhe. Deixe o seu comentário em baixo e partilhe este artigo com a sua rede de contactos. Além disso, não se esqueça, acompanhe todas as novidades aqui no meu blog. Até breve!


Partilhar artigo

Deixe o seu comentário

responder
precisa de ajuda?
Whatsapp
Olá, posso ajudar?